#Baralhodepalavras : Aquele que você percebe que não é todo mundo…

… E só se da conta depois de um bom tempo.


Com certeza, alguma vez na sua vida você já ouviu dos seus pais “Você não é todo mundo” quando tentou convencê-los de ir pra algum lugar ou fazer alguma coisa justificando que “todo mundo vai”. Quanto a vocês eu não sei, mas eu me irritava. E muito. Achava o mundo um lugar muito injusto de se viver. Não era possível eu ser a única proibida das coisas. Mas isso durou só até os três anos após que eu lembro ter escutado essa frase. Se não me engano, escutei pela primeira vez com 10 ou 11 anos.
Com o tempo, a frase irritanteBARRAagoniante, foi dando lugar ao entendimento e a percepção que nem era tão importante fazer parte do todo mundo, mas continuava com a vontade de saber como era ser todo mundo.
Cresci mais um pouco e nunca mais escutei essa frase de ninguém, só de mim mesma. Isso mesmo que você leu, e sabe por quê? Em algum momento, você vai parar e se perguntar pra que lado levar sua vida, quais as escolhas mais certas a serem feitas e o que realmente vai virar prioridade pra você. E isso muitas vezes é um porre (pra mim, na verdade, na maior parte do tempo é).
E só então, aquela frase tão detestável, que certamente você escutou uma centena de vezes – se ainda não escutou, ainda vai, pode ter certeza- começa a fazer mais sentido do que você imaginava que um dia teria, já que você percebe que sua personalidade é bem maior do que você achava que era e que ela não serve para se encaixar no todo mundo.
O fato de não ser todo mundo, pode vir a se tornar um conforto. Sim, nem sempre temos as escolhas de todo mundo. Nem sempre temos as mesmas prioridades de todo mundo. Nem sempre temos o mesmo estilo de vida de todo mundo. E viva isso, não é mesmo?! Mais uma vez, eu não sei quanto a vocês, mas o jeito que eu levo e ando levando, é bem melhor do que se lá atrás meus pais tivessem me deixado ser todo mundo.
E porque de tudo isso agora? Um aniversário. O meu, diga-se de passagem. Até mês passado, estava em uma espécie de luto por estar crescendo, mas hoje, quando eu acordei e consegui analisar tudo isso, me senti bem mais feliz que ontem, porque na verdade, além de perceber que crescer pode sim ser algo incrível, eu percebi que não sou todo mundo.
E to dando graças por perceber isso.

Sabrina de Lima

Anúncios

Uma opinião sobre “#Baralhodepalavras : Aquele que você percebe que não é todo mundo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: